Substituindo as mamadas

publicidade
ATENÇÃO!
Até o sexto mês de vida o bebê deverá ser alimentado exclusivamente com o leite materno. Ele não precisará de água ou chás. Qualquer mudança nessa regra deverá ser feita com orientação do seu pediatra.

ATENÇÃO!
A atual recomendação da "Academia Americana de Pediatria" diz que:

  • dos 6 meses até 1 ano de idade deve-se oferecer frutas in natura ao invés de sucos (mesmo que naturais);
  • se for oferecer sucos naturais (preparados em sua casa com a fruta), não coloque açúcar nem adoçante e de preferência dilua com água (filtrada).

Substituindo as mamadas

A papinha doce pode substituir uma mamada. Como o ideal é dar preferência às frutas ricas em vitaminas C para preparar os sucos, você deve lançar mão de outras frutas para elaborar a papinha. Neste caso vale tudo: de banana, maça, mamão, etc...

O melhor é oferecer a mesma fruta por dois dias e observar possíveis alterações, como intestino preso ou solto demais e erupções na pele. As frutas devem ser raspadas com a colher ou amassadas com o garfo. Mas se a criança apresentar muita dificuldade para mastigar e engolir, você pode passar as frutas em uma peneira, não muito fina. Depois com o passar dos dias, vá deixando a papinha cada vez mais sólida até que o bebê já tenha habilidade em lidar com pedaços da fruta e aí você não precisará mais amassá-la. A quantidade deve ser gradativa e os pedaços irão variar de acordo com a fruta. Comece sempre com uma colher rasa das de sobremesa e vá aumentando até chegar a uma fruta inteira. No caso de frutas como morango e uva, comece com duas unidades e vá aumentando até chegar em dez unidades.

Você pode, também, misturar as frutas. O melhor é oferecer apenas um tipo, para a criança poder conhecer e identificar os diversos sabores. Mas quando a criança está com o intestino preso, por exemplo, uma boa alternativa é misturar ameixa preta cozida com mamão, abacate ou morango.

Dicas para as primeiras tentativas

  • Um dos reflexos mais comuns do bebê é empurrar com a língua os alimentos para fora da boca. Por isso, com certeza seu filho irá cuspir as primeiras colheradas. Isso não quer dizer que ele não queira comer. A melhor maneira de driblar esse problema é oferecer os alimentos colocando a colher nos cantos da boca, em pequenas quantidades.
  • Ofereça a papinha de frutas na hora em que o bebê estiver acostumado a mamar. Um bom horário é a mamada do meio da tarde. Assim, você não corre o risco de ele rejeitar a fruta por estar satisfeito.
  • O importante é variar e aproveitar as frutas da época. Morango, cereja e figo, por exemplo, não dão o ano todo.
    Não caia na tentação de adoçar a papinha de frutas. Faça isso só quando a criança rejeitar várias vezes a fruta. Mesmo assim, o açúcar deve ser em pequena quantidade.
  • Sempre ofereça água depois da papinha de frutas. Algumas, como a de banana, a de abacate e a de mamão podem dar sede.
  • Algumas frutas soltam mais o intestino do que outras. Mas vale lembrar que cada organismo pode reagir de uma maneira. Assim, não se espante se o mamão - apesar de ser considerado uma fruta "laxante" por exemplo, prender ou não modificar em nada o intestino do seu pequeno.

Bebê comendo papinha - foto: sixninepixels/ShutterStock.com

publicidade
publicidade