Saúde Bucal: Grávidas, com Problemas Periodontais, Têm Risco Aumentado de Evoluírem para Partos Prematuros

Especialista alerta sobre a importância do pré-natal odontológico para quem deseja engravidar, mesmo durante a pandemia. Já pacientes em geral, com problemas relacionados aos dentes, apresentam risco elevado em complicações, caso contraiam o Covid-19

publicidade

Assim que a mulher descobre que será mãe, um misto de emoções e sensações tomam conta dela. Somado a isso, as dúvidas e os medos começam a surgir logo nos primeiros dias, e a primeira coisa que geralmente faz, é contar a novidade para alguém de confiança e marcar uma consulta com o obstetra. No entanto, pouca gente sabe que a ida ao dentista é tão importante o quanto, sendo fundamental para uma gestação saudável e segura.

A ida regular ao dentista pode reduzir o número de intervenções indesejáveis durante este período, e deve sim fazer parte do pré-natal. Mas, e em tempos de pandemia, qual deve ser a conduta? Esperar, ou o ideal é começar o quanto antes? Para a mulher que deseja engravidar, a indicação é que se mantenha a saúde bucal em dia antes mesmo de receber o positivo, é o que alerta a Dra. Juliana Goldman, dentista que atua na Theia, clínica de saúde centrada na mulher gestante. “A gestação é um momento de muitas mudanças físicas, que também afeta dentes e gengivas. O acompanhamento odontológico, nesta fase, oferece à mulher informações importantes na prevenção de problemas, além da quebra de mitos na fase mais mágica para a mulher que é a gestação. Além disso, no pré-natal odontológico a gestante aprende muito sobre os primeiros cuidados com o bebê”, diz a especialista que também é ortodontista.

Para manter a saúde bucal em dia, o mais importante é realizar a correta higienização acompanhado de fio dental, sem esquecer de higienizar a língua. As visitas periódicas ao dentista são fundamentais para diagnosticar qualquer problema em fase inicial e, também, ajustar hábitos para uma prevenção eficiente. Segundo a especialista, que há mais de 14 anos exerce a profissão, a implicação mais conhecida está relacionada às grávidas com doenças periodontais, em que é o risco aumentado de partos prematuros e, consequentemente, bebês com baixo peso.

“O alto índice de mediadores de inflamação pode provocar contrações uterinas e dilatação do colo do útero. Além disso, podem ocorrer alterações na placenta, o que restringiria o crescimento fetal. A prevenção continua sendo a melhor medida de saúde em todos os momentos da vida. Na gestação, no primeiro trimestre, é desaconselhado que se realizem exames radiográficos e tratamentos que precisem de anestesia, assim como o uso de medicamentos em determinados tratamentos. Mas, se paciente estiver com infecções ou sentindo dor, o tratamento odontológico deve ser realizado com urgência”, salienta Dra. Juliana.

Estudo

Publicado no Journal of Clinical Periodontology, em fevereiro de 2021, mostrou que pacientes com problemas periodontais, que são infecções dos tecidos relacionados à sustentação dos dentes, apresentam risco elevado de complicações caso contraiam COVID-19, ou seja, oito vezes mais chances de morte, 4,5 mais chances de precisar de ventilação assistida e 3,5 vezes mais chances de internação em UTI. Ela explica ainda que, cada consultório, adota protocolos que trazem mais segurança aos pacientes em tempos de pandemia.

“Os dentistas apresentam baixos índices de pacientes infectados pelo vírus, e isso é um bom sinal, já que as medidas têm se mostrado eficientes”, reforça a doutora. Algumas dúvidas podem e devem ser sanadas remotamente, ou seja, via consulta por telemedicina, pois isso evita deslocamentos desnecessários, porém, a consulta virtual não substitui a presencial, já que é necessário a realização de diagnósticos e planos de tratamento.

Para as gestantes, em especial, algumas dicas são fundamentais neste período, como informar sua situação atual e tentar agendar o primeiro horário. Além disso, a recomendação é ir à consulta sem acompanhante, caso tenha condições para tal, bem como verificar se a clínica está marcando consultas com maior espaçamento, e o mais importante: tirar a máscara apenas no momento do atendimento.

publicidade
publicidade
publicidade