Livro: O Bebê do Amanhã

Livro aborda cuidados com a alimentação para gestantes. Dicas de nutrição para o desenvolvimento saudável do cérebro do bebê

publicidade

Os eventos fisiológicos que resultam na concepção e nascimento de uma criança deixam impressões permanentes em sua psique. Os nutrientes e substâncias químicas que a mãe grávida come ou respira durante a gestação vão entrar em sua corrente sanguínea, viajar através do cordão umbilical até a placenta e, por fim, vão influenciar o desenvolvimento do cérebro do bebê. O livro “O Bebê do Amanhã” de Thomas R. Verny e Pamela Weintraub diz que quando o sangue materno é rico em oxigênio e em nutrientes apropriados, a criança por nascer floresce. Por outro lado, milhares de estudos de pesquisa documentam agora as sequelas das deficiências de certos nutrientes e vitaminas, deficiências que impedem o desenvolvimento saudável no útero.

A obra publicada pela Barany Editora no Brasil aborda diversas dicas para gestantes, principalmente as ligadas à nutrição do bebê em desenvolvimento:

  • Mesmo que a sua alimentação já seja saudável, você vai precisar de alguns ajustes, entre os quais o aumento de seu consumo de proteínas.
  • Cuidado com as calorias. Não acredite naquele velho mito de que você está comendo por dois. As mulheres grávidas só deveriam consumir cerca de 300 calorias diárias a mais do que antes da gravidez.
  • Converse com seu médico a respeito de suplementos apropriados de vitaminas e sais minerais durante a gravidez. Em geral, na lista recomendada às grávidas estão os suplementos de ferro e cálcio, uma vitamina diária e ácido fólico, uma vitamina essencial do complexo B; a falta de ácido fólico tem sido associada a defeitos do tubo neural como espinha bífida (a coluna vertebral não consegue se fechar).

Também há coisas a se evitar:

  • Alimentos que podem ser uma fonte de bactérias para seu filho por nascer. Entre eles estão o sushi, ostras cruas e outros frutos do mar que não são cozidos, sanduíches engordurados, carne de ave mal passada e queijos, como o brie e o camembert, e o leite não pasteurizado.
  • Megadoses de vitaminas, que podem lesar um bebê em desenvolvimento.
  • Bebidas cafeinadas: alguns estudos mostram que mais de quatro xícaras de café ou equivalentes por dia aumentam o risco de aborto espontâneo, de pouco peso no momento do parto e síndrome de morte súbita infantil (SMSI). Lembre-se: o café não é a única fonte de cafeína. Ela também pode ser encontrada em chás, bebidas à base de cola e muitos outros refrigerantes, e também no chocolate.
  • Fazer regime, o que pode privar você e seu bebê de ferro, ácido fólico e outras vitaminas, sais minerais e nutrientes essenciais necessários para o desenvolvimento do feto e do cérebro em formação.

Livro: O Bebê do Amanhã

Site: www.baranyeditora.com.br

publicidade
publicidade