Livro: Manual Prático de Reprodução Assistida Para o Ginecologista

Especialistas lançam primeiro manual prático de reprodução humana para ginecologistas. Objetivo é ajudar a melhorar o atendimento de casais inférteis (de todas as classes sociais)

publicidade

Um manual de orientações práticas voltado para o médico ginecologista escrito pelos especialistas em reprodução humana Arnaldo Cambiaghi e Rogério Leão, ambos do Centro de Reprodução Humana do IPGO.

A importância da obra está na estatística mundial de que 15% dos casais que desejam ter filhos encontrarão dificuldades em engravidar. Calcula-se que a população do Brasil, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), esteja em torno de 200 milhões. O mesmo Instituto avalia que aproximadamente metade das mulheres está casada e 39% estão em fase reprodutiva. Como 15% destas mulheres terão dificuldade, conclui-se que no Brasil existam cerca de 3 milhões de casais inférteis.

Livro: Manual Prático de Reprodução Assistida Para o Ginecologista

A grande dificuldade está no pequeno número de médicos fora dos grandes centros com experiência no atendimento deste tipo de problema que atinge esses milhões de casais espalhados pelo Brasil.

Escrito de maneira objetiva e simples, com esquemas práticos que se adaptam à medicina de baixo custo, o objetivo do manual é preparar ginecologistas que, mesmo não sendo especialistas na área, possam dar um primeiro atendimento aos seus pacientes, pois é muito importante ter um número cada vez maior de profissionais qualificados para esse tipo de atendimento.

Segundo Dr. Arnaldo Cambiaghi, um dos autores do livro e diretor do IPGO, o número de casais que procura este atendimento a cada ano aumenta. Existem vários fatores para isso ocorrer como a facilidade de informação, a diminuição do tabu, o prejuízo causado pelo meio ambiente e, principalmente, o fato de as mulheres estarem adiando o casamento e a busca da maternidade.

“Precisamos facilitar e aprimorar o atendimento para que a busca de uma família com filhos seja uma realidade para todas as classes sociais. Somos a favor da adoção quando for o desejo do casal, mas queremos ajudar aqueles que querem ter a sua família do próprio ventre. Se a ciência permitir, por que não?”, questiona o médico.

Ginecologistas

O médico dessa especialidade é geralmente o primeiro contato do casal com problemas em engravidar, e é seu papel alertar a mulher sobre a perda natural da fertilidade ao longo dos anos, orientar e indicar técnicas de preservação da fertilidade, falar sobre hábitos que podem interferir na mesma, saber investigar casais inférteis e tratar, ou encaminhá-los para um tratamento especializado, quando necessário.

Os autores esperam que, com a leitura deste manual, os leitores ginecologistas:

  • conheçam os principais exames para a pesquisa da fertilidade, uti­lizando o tratamento mais adequado para a idade e o histórico da paciente;
  • saibam orientar a indução da ovulação e o melhor tratamento;
  • saibam tratar a sua paciente de maneira consciente e objetivando o melhor resultado das taxas de gravidez;
  • sintam confiança e segurança em realizar procedimentos de baixa complexidade e saibam iniciar procedimentos de maior complexi­dade, até o limite do seu conhecimento;
  • tenham noções claras sobre banco de sêmen, doação de óvu­los, diagnóstico pré-implantacional e congelamento de embriões;
  • saibam orientar técnicas de preservação da fertilidade;
  • façam parcerias com clínicas de reprodução humana para que pos­sam iniciar e acompanhar, em seus consultórios, os tratamentos de reprodução assistida;
  • deem a um número maior de pacientes a oportunidade de serem submetidas aos tratamentos de fertilização.

Serviço:

Manual Prático de Reprodução Assistida Para o Ginecologista

Editora – LaVidapress (www.lavidapress.com.br)

554 páginas

Sobre os autores:

Arnaldo Schizzi Cambiaghi

É ginecologista-obstetra especialista em medicina reprodutiva, trilha sua carreira auxiliando casais na busca por um filho e durante toda a gestação. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa casa de São Paulo e pós-graduado pela AAGL, Ilinos, EUA em Advance Laparoscopic Surgety. Membro-titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica, da European Society of Human Reproductive Medicine. O especialista é diretor do Centro de reprodução humana do Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia (IPGO), além de autor de diversos livros na área médica como Fertilidade Natural (Ed. LaVida Press), Grávida Feliz, Obstetra Feliz (LaVida Press), Fertilização um ato de amor (LaVida Press), Manual da Gestante (Ed. Madras), Os Tratamentos de Fertilização e As Religiões (Ed. LaVida Press), Um Bebê e 2 Cegonhas” (Ed. La Vida Press). Criou também os sites: www.ipgo.com.br; www.fertilidadedohomem.com.br; www.fertilidadenatural.com.br, onde esclarece dúvidas e passa informações sobre a saúde feminina, especialmente sobre infertilidade. Apresenta seu trabalho em Congressos no exterior, o que confere a ele um reconhecimento internacional.

Rogerio Leão

Graduado pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Fez residência em Ginecologia e Obstetrícia, no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM/ Unicamp). É especializado em Endoscopia Ginecológica, pelo Hospital Pérola Byington (São Paulo –SP) e em Infertilidade Conjugal, pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (São Paulo –SP). Mestre em Ciências Medicas pelo Departamento de Tocoginecologia da FCM / Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Especialista em Ginecologia e Obstetrícia – (TEGO n°0732 / 2004). Medico da equipe do IPGO e Médico Assistente na área de Ginecologia do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM/ Unicamp).

publicidade
publicidade