Livro: Creasy e Resnik Medicina Materno-Fetal

Com o desafio de diminuir a mortalidade neonatal no Brasil, profissionais contam agora com primeira tradução do livro referência em medicina materno-fetal

publicidade

Aproximadamente 10% de todas as gestações no Brasil são classificadas como de alto risco e o número aumenta a cada ano devido a mudanças demográficas: idade materna, obesidade, diabetes, hipertensão, cesariana anterior, aborto anterior, entre outros exemplos. Parte dessas grávidas ainda perde seus bebês antes dos 30 dias de vida. Segundo levantamento mais recente do Ministério da Saúde, a mortalidade neonatal é o principal componente da mortalidade infantil em termos proporcionais desde fins da década de 1980, respondendo por 60% a 70% dos óbitos entre crianças em todas as regiões brasileiras.

Neste cenário, a medicina materno-fetal, antes conhecida como perinatologia, é a subespecialidade da obstetrícia que mais cresce no país. De aproximadamente 500 médicos que realizam a prova do Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), mais de 100, por ano, fazem também a prova do título de habilitação em medicina fetal.

Esse contingente conta, agora, com a primeira tradução para o português de um livro referência na área, em todo o mundo: Creasy e Resnik Medicina Materno-Fetal (Elsevier). A obra tem o respaldo dos últimos avanços em ciência básica, diagnóstico e conduta clínica e oferece orientação atualizada e confiável, necessária para minimizar complicações e assegurar os melhores resultados possíveis para as mães e seus bebês.

Professores eméritos das escolas de medicina das universidades do Texas e Califórnia, respectivamente, Drs. Robert K. Creasy e Robert Resnik são os principais autores da obra, que teve a supervisão da revisão científica feita por Dr. Heron Werner Júnior, especialista em ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia pela Febrasgo/Colégio Brasileiro de Radiologia, doutor em Radiologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), médico assistente estrangeiro na Universidade de Paris V e professor visitante no The Children’s Hospital of Philadelphia.

Creasy e Resnik é completo e tem capítulos únicos na literatura atual, entre eles abuso de drogas na gestação, terapia fetal invasiva, biologia da nutrição, cuidados intensivos em pacientes criticamente doentes, origem do desenvolvimento da saúde e da doença, perdas de repetição da gestação, imunologia, dinâmica do líquido amniótico e prática da medicina perinatal baseada em evidências.

Os autores ressaltam dois capítulos novos sobre mortalidade materna e segurança da paciente, em resposta à preocupação leiga e médica sobre o assunto. Foi desenvolvida também uma seção abrangente dedicada a todos os aspectos da imagem obstétrica e há versão online em inglês em www.elsevier.com.br/expertconsult com extensa biblioteca de vídeos que complementam os diversos capítulos de imagem.

Creasy e Resnik Medicina Materno-Fetal

Editora Elsevier

Formato: 21cm x 27cm – capa dura

Páginas: 1.136

Baixe um capítulo degustação do livro: https://issuu.com/elsevier_saude/docs/e-sample_creasy

Site da editora: www.elsevier.com.br

Livro: Creasy e Resnik Medicina Materno-Fetal

publicidade
publicidade