Incontinência urinária na gravidez

Saiba quais sãos os motivos e tratamentos para esse problema

publicidade

A fase da gestação é um período muito especial para as mamães, é quando elas sentem seus bebês crescendo pouco a pouco e criam um vínculo maternal cada vez mais forte. Muitas mulheres passam a vida inteira sonhando com esse momento, com cada centímetro da cintura que cresce, com os chutinhos na barriga e com o barulho do coraçãozinho de um filho tão esperado. Há quem diga que os nove meses passam voando e que embora tenham seus corpos mudados, seus hormônios alterados, sua sensibilidade à flor da pele, sempre vem a saudade de quando sua barriga era lar e de que isso fazia parte da realização de algo tão desejado.

Incontinência urinária na gravidez

Embora seja uma linda e doce fase, a gravidez exige alguns cuidados para que tanto mamãe quanto bebê permaneçam saudáveis. Além disso, esse período gestacional é marcado por uma série de mudanças em nosso organismo, alguns que podem vir a gerar um certo incômodo, mas que passam e logo. Seguindo as orientações médicas e estando atenta à sua saúde com certeza não trarão maiores problemas.

Entre as alterações que o organismo de uma gestante pode vir a ter é a incontinência urinária, que nada mais é que a perda inconsciente de urina. Certamente você já ouviu falar que grávida vai muito ao banheiro, faz muito xixi. Pois é, além dessas idas programadas, algumas futuras mamães podem desenvolver esse pequeno problema, que as faz não conseguir segurar a urina.

A incontinência urinária não afeta apenas as grávidas, adultos e até crianças podem desenvolver esse tipo de problema. Porém, com as grávidas, a incontinência urinária pode surgir devido a alguns fatores específicos como: crescimento do útero, o peso do bebê os hormônios que as mulheres desenvolvem durante a gravidez, entre outros.

Fatores que levam à incontinência urinária na gravidez

Durante o período gestacional e principalmente próximo ao sem fim, o útero fica mais dilatado, além disso, o bebê, que cresce cada vez mais provoca um peso que comprime a bexiga, fazendo com que o órgão se torne incapaz de armazenar muito líquido. É ai que ocorrem aquelas cenas clássicas de quando a mamãe faz xixi na roupa quando espirra, sorri muito ou faz algum esforço além do comum. Mas cá para nós? Esse momento é de vocês, isso é algo totalmente comum, não esquenta a cabeça com isso não e vai viver cada momento único da sua gravide. O importante é que você se cuide e deixe seu médico a par da situação e de qualquer agravação do problema.

Bom, passado o momento em que a gente te acolhe e te diz para relaxar mais porque grávida pode tudo, é importante que você tenha conhecimento sobre as mudanças pelas quais seu corpo vem passando e quais podem ser as causas delas.

Há um outro fator relevante que pode fazer com que as mulheres tenham essa perda de urina durante a gravidez, que é a genética. Sim, a composição do seu organismo pode ser responsável por propiciar a incontinência.  Mulheres que não possuem muito colágeno, por exemplo, um elemento importante que atua unindo e fortalecendo os tecidos do nosso corpo, podem apresentar músculos mais fracos pelo simples motivo de estar gerando um bebê e, consequentemente, seus músculos estarem sendo forçados.

Após a gravidez, um caso mais delicado de incontinência urinária pode ocorrer caso o bebê seja muito grande e nasça de parto normal sem que os devidos cuidados médicos tenham sido tomados. Nesse caso os músculos que dão apoio à bexiga podem sofrer algum tipo de lesão, fazendo com que a mulher passe a ter incontinência urinária.

Além desses fatores, a perda de urina pode estar ligada também a diabetes gestacional e ao tabagismo, além do ganho excessivo de peso. Portanto, alguma das medidas para que se evite esse tipo de problema é estando atenta a esses fatores de riscos. Não fume, esteja atenta às mudanças na balança e controle a quantidade de ingestão de doces, a gente sabe que aquele brigadeiro das festinhas infantis são irresistíveis, ainda mais quando se está grávida, mas priorize sua saúde em primeiro lugar. Com a chegada do pequeno, muitas outras festinhas acontecerão e você poderá recuperar aquele tempo perdido em que era apenas um, no máximo dois docinhos.

Tratamentos para a incontinência urinária na gravidez

Para as mamães que desenvolveram esse tipo de problema, a maneira ideal para solucioná-lo é fortalecendo a musculatura, o que as mulheres poderão fazer tanto durante a gestação, como depois dela.  Entre os exercícios indicados pelos médicos estão os fisioterapêuticos, que podem estar acompanhados de estímulos elétricos. Há também os casos em que são receitados alguns tipos de medicamentos e até mesmo uma cirurgia. O tratamento dependerá da avaliação do seu médico. Portanto, esteja atenta à sua saúde, aos sinais do seu corpo e se consulte com frequência. O importante é que mamãe e bebê estejam felizes e saudáveis.


Por Lorene Lima

publicidade
publicidade