Fisioterapia pélvica auxilia na hora do parto

Exercícios melhoram a musculatura e contribuem também para um pós-parto mais tranquilo

publicidade

Uma das melhores técnicas para auxílio na preparação para o parto e também no pós-parto é a fisioterapia pélvica.   A fisioterapia pélvica dispõe de técnicas para prevenção de lacerações perineais, distensões abdominais e recursos que ajudam no ganho de percepção dos músculos do assoalho pélvico e no controle da incontinência.

Fisioterapia pélvica auxilia na hora do parto

A fisioterapia pélvica também contribui para facilitar o encaixe do bebê e a passagem pelo canal de parto, além da respiração para o momento do nascimento. 

“A fisioterapia pélvica é benéfica independente da escolha da gestante sobre a via de nascimento. Os exercícios podem começar partir do segundo trimestre e inclui também orientações sobre o pós-parto com foco na recuperação mais rápida dos músculos do assoalho pélvico e dos músculos abdominais”, explica a fisioterapeuta Patrícia Goulart, do Plunes Centro Médico, de Curitiba (PR).

A maior parte das grávidas sofre com a incontinência urinária durante a gestação, quando as idas ao banheiro são mais frequentes, ao rir ou tossir há vazamento de urina, e a incidência do problema pode aumentar em até seis vezes após o nascimento quando não tratado adequadamente.

“No pós-parto o foco são as orientações e os exercícios para a rápida recuperação dos músculos do assoalho pélvico e dos músculos abdominais. Neste momento a mãe retorna para reavaliação global e readequação dos exercícios, reabilitação da diástase abdominal e do assoalho pélvico”, finaliza a especialista.

O trabalho preventivo da fisioterapia também envolve a diástase abdominal, com a distensão dos músculos da barriga, um problema comum em grávidas.

Para mais informações sobre fisioterapia pélvica no Plunes Centro Médico, acesse http://www.plunes.com.br/

publicidade
publicidade
publicidade