Endometriose

publicidade

Endometriose: um mal que atinge mulheres em idade fértil

A doença, que atinge cerca de 10% das mulheres com idades entre 15 e 45 anos, causa dores e pode levar à infertilidade.

Conhecida também como a "doença da mulher moderna", a Endometriose pode causar dificuldades para engravidar, e até mesmo levar à infertilidade. Segundo estudos recentes, a doença atinge cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva.

Esta doença consiste no crescimento do endométrio (camada interna do útero que é renovada mensalmente pela menstruação), fora do útero.

"Existem diversas teorias que tentam explicar a causa da Endometriose, dentre elas, há a hipótese de ser uma doença de origem imunológica", afirma Fabiane Sabbag, ginecologista e obstetra.

Dentre os sintomas mais comuns da Endometriose temos: dor pélvica crônica, infertilidade, dor durante as relações sexuais, dores intensas no período ovulatório e menstrual, alterações urinárias e intestinais na menstruação.

De acordo com a ginecologista, além da história da paciente e do exame ginecológico, vários exames complementares podem ser utilizados para ajudar no diagnóstico, como: marcadores sanguíneos, ultrassonografia pélvica, ressonância magnética e outros mais específicos. Para um diagnóstico exato, o melhor método é a cirurgia videolaparoscopica, em que o médico pode visualizar as lesões e fazer a biopsia, confirmando na análise anatomo-patológica a presença da Endometriose.

Como existem vários tipos desta doença o tratamento dependerá de cada caso, podendo ser clínico, cirúrgico, ou ambos. "Atualmente, não há cura para a doença, no entanto é possível controlar seu desenvolvimento e suas seqüelas com o tratamento e até evitar uma recorrência. Cada paciente deve ter seu caso analisado por um especialista que possa estabelecer o melhor tratamento e seguimento desta doença", conclui a especialista.

publicidade
publicidade