Dicas de aleitamento materno e coluna sem dor

Alguns exercícios que irão lhe deixar com a postura mais preparada e tornar mais confortável a hora de amamentar seu bebê.

publicidade

Preparei algumas dicas de posturas de yoga (ásanas) que podem ajudar durante o período em que amamentamos. Nessa hora sempre nos damos conta do estrago que podemos fazer em nossa coluna e pescoço se ficarmos numa postura errada por um longo tempo. Mesmo que nossa postura esteja ereta, geralmente amamentamos olhando para o bebê. Lá se vai um pescoço saudável também. Então, vamos dar algumas dicas de posturas de yoga pra minimizar essas possíveis dores.

Sabemos que nem sempre amamentar é fácil. E ficamos tensas, com os ombros elevados, dores no pescoço, coluna, etc. O bebê precisa fazer a pega correta, a mãe precisa ter paciência, o leite precisa descer, enfim, ambos, mãe e bebê vão se conhecendo e percebendo a melhor postura para que o ato de amamentar se concretize.

Sobre as posturas para amamentar não há somente uma correta. São várias e dentre elas o binômio mãe-bebê vai experimentando e conhecendo a melhor para os dois.

Tive a sorte de encontrar uma pediatra que me mostrou como amamentar corretamente. E com isso, mesmo tendo a insegurança de mãe de primeira viagem (há 22 anos quando minha primeira filha nasceu), consegui amamentar por seis meses exclusivamente. Mas não foi fácil no início: o bico rachou, os seios ficaram doloridos e cheios de leite, etc. No terceiro dia voltei à pediatra, a Dra. Keiko Teruya, grande incentivadora do aleitamento materno, e então vieram as dicas corretas: chacoalhar a mama com ambas as mãos, não deixar o bebê pegar somente o bico e sim o máximo possível da auréola pra não machucar o peito, deixar o bebê mamar primeiramente em um peito e só então pegar o outro, etc.

Logo depois veio o segundo filho e foi mais fácil. Recentemente, tive minha terceira filha, depois de 20 anos, de parto normal após duas cesarianas (VBA2C), e nem preciso dizer o quão prazeroso tem sido amamentar. O leite desceu mais rapidamente depois do parto normal do que nas cesárias, e no terceiro dia já não era apenas o colostro. O leite jorrava lindamente. A pega da Dora, minha bebê, é perfeita e não machucou meu peito. Ela mama bem (40 minutos em cada peito) e depois dorme cerca de três a quatro horas. Mas cada bebê tem seu ritmo, então, não podemos aqui dar sugestões de regras, horários, etc. A livre demanda é a melhor dica.

Então, vamos lá. Seguem as posturas que você pode fazer durante o dia, entre as mamadas, pra melhorar sua coluna e pescoço.

  1. Sente-se confortavelmente num banco sem apoio para os braços, para poder soltá-los. Imagine um giz na ponta de seu nariz e então faça pequenos círculos no sentido anti-horário. Esses círculos vão aumentando de diâmetro, mas continue fazendo lentamente. Faça 10 voltas pra cada lado. Relaxe.

    Sentada, braços soltos. Faça círculos com a cabeça - Foto: Aline Vieira
    Sentada, braços soltos. Faça círculos com a cabeça - Foto: Aline Vieira

  2. Mantenha seus ombros relaxados e braços também. Inspire elevando os ombros em direção às orelhas e solte o ar soltando bem os ombros. Repita de 7 a 10 vezes, exalando fortemente.

    Sentada, braços soltos. Erga os ombros em direção às orelhas, depois solte-os até comleto relaxamento. - Foto: Aline Vieira

  3. Inspire elevando os dois braços reto até a altura dos ombros. Eleve o braço esquerdo para o alto (teto) e o direito para baixo (chão). Dobre o esquerdo e deixe a mão esquerda nas costas. Dobre o direito deixando o dorso da mão direita nas costas e tente aproximá-los. Se conseguir, entrelace os dedos, ou apenas una as mãos e fique na postura por 10 segundos. Desfaça e recomece para o outro lado. Repita duas vezes para cada lado.

    Eleve os braços esticados até a altura dos ombros - Foto: Aline Vieira
    Flexione os braços lateralmente, um deles para baixo e outro para cima, em seguida faça com as mãos se toquem pelas costas - Foto: Aline Vieira

  4. Sentada no chão, com as pernas cruzadas, entrelace suas mãos atrás da coluna. Mantenha seu olhar pra frente, bem como o queixo também projetado a frente. Inspire lentamente e ao exalar desça o tronco até seu limite, sem soltar as mãos. Permaneça na postura por alguns segundos. Inspire pra subir lentamente e solte as mãos.

    Sentada no chão, com as pernas cruzadas, entrelace as mãos pelas costas com os braços esticados. Foto: Aline Vieira

Relaxe e repita mais duas vezes.

Fotos: Aline Vieira

publicidade
publicidade