Como tornar o trabalho de parto mais fácil e rápido

publicidade

Gestante sendo abraçada

Durante o trabalho de parto são liberados três hormônios: a ocitocina que é a responsável pelas contrações uterinas, a endorfina que é um anestésico natural do corpo e a adrenalina que é liberada principalmente pelo frio e pelo medo.

Por isso é preciso ajudar o corpo a liberar mais ocitocina e endorfina e o menos possível de adrenalina.

Como? A parturiente precisa se sentir segura, para isso ela precisa estar informada de como tudo funciona, precisa de privacidade, apoio físico e emocional, liberando mais ocitocina. Além disso quanto mais ativa a mulher estiver, mais rápido o seu trabalho de parto será. Passar o trabalho de parto deitada além de ser muito mais doloroso ainda pode atrasar o processo da dilatação.

O parto é um evento lindo e muito importante, e não um show para várias pessoas ficarem assistindo. Por isso é muito importante que a mulher tenha privacidade e um acompanhante que ajude, que saiba o que fazer e não uma pessoa nervosa para atrapalhar.

Em um ambiente quentinho e agradável a parturiente ficará mais confortável podendo relaxar mais e desligar o neocórtex, liberando menos adrenalina.

É extremamente importante que essa parte do cérebro chamada neocórtex fique em descanso durante o trabalho de parto, a parturiente precisa se concentrar somente no que o seu corpo esta pedindo, esquecendo todo os resto e agindo por instinto. Conversas intelectuais nesse processo só atrapalham. Para aliviar a dor das contrações, um simples banho de chuveiro com uma água quente e de longa duração, pode servir como uma analgesia natural.

Como desligar o neocórtex?

Eliminando todas as formas de distração tais como: apagar as luzes deixando apenas uma luz fraca, eliminando barulhos e ruídos, evitar conversas racionais, manter a privacidade e conforto.

Um dos papéis da Doula é mostrar posições diferentes para o trabalho de parto, técnicas como o uso da bola suíça, caminhar, massagem etc. Mas quem determina o que é melhor é a parturiente, ela precisa se concentrar no que o corpo esta pedindo e respeita-lo.

O parto é um processo natural e fisiológico, todas as mulheres são capazes de parir, só precisam acreditar mais em seus corpos e serem protegidas durante o processo.

publicidade
publicidade