A importância do uso de repelente durante a gravidez

publicidade

Durante a gravidez, alguns cuidados especiais devem ser levados em consideração para que o bebê seja gerado com saúde. Com a proximidade do verão e o aumento da exposição às picadas do mosquito Aedes aegypti, principal agente transmissor do vírus zika, relacionado à microcefalia, o uso diário do repelente tornou-se  essencial para todas as gestantes.

A importância do uso de repelente durante a gravidez

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, os repelentes à base do princípio ativo Icaridina são os mais eficazes  e garantem maior tempo de  proteção  contra o mosquito. Por não conter componente tóxico, a icaridina não causa irritação na pele.

Dicas de Cuidados Especiais

É importante ter alguns cuidados especiais na hora de passar o repelente nessa fase tão importante para as futuras mamães:

  • A frequência de aplicação é 2 a 3 vezes ao dia. O mosquito da dengue/zika tem hábitos diurnos, devendo priorizar esse período
  • Caso se molhe deve-se reaplicar o repelente, pois o efeito é perdido.
  • Aplique nas áreas expostas da pele e por cima das roupas, nunca por baixo porque o efeito dos repelentes porque  após a aplicação o repelente evapora e forma uma ‘nuvem’ de aproximadamente 4 cm em volta da pele que repele o inseto.
  • Passar o repelente na roupa de cama na hora de dormir  para evitar risco de intoxicação pelo produto.
  • O repelente deve ser aplicado sempre 15 minutos após o uso de filtros solares, maquiagem e hidratante.
  • Lavar as mãos sempre após aplicar o repelente. Em caso de suspeita de qualquer reação adversa ou intoxicação, lavar a área exposta e, se necessário, procurar o serviço médico e levar a embalagem do repelente.


Dra. Maria Lilian Sales, doutora em Clínica Médica pela Universidade Estadual de Campinas

publicidade
publicidade