Pesquisar

Como aliviar a dor do parto?

Ainda hoje, o trabalho de parto é visto como um momento de angústia e medoda dor

publicidade
A dor é um importante sinal, um processo natural e necessário de preparação do corpo para receber o bebê.

Durante as primeiras contrações o medo determina forte tensão o que gera a impressão de dor, criando assim a tríade: medo-tensão- dor, ou seja, a dor aumenta o medo intensifica a tensão e aumenta mais ainda a dor, gerando um circulo vicioso considerando a dor do parto insuportável e a experiência mais dolorosa da vida das mulheres.

Não podemos esquecer que é um processo passageiro, você e seu bebê estão trabalhando juntos e que no final a recompensa é o amor incondicional, para sempre!

E para que esse processo se torne mais fácil e pleno a fisioterapia dispõe de alguns recursos que desviam a atenção do estimulo doloroso, quebrando assim a tríade, o TENS (A eletroestimulação nervosa transcutânea) é um desses recursos não farmacológico e não invasivo que controla e diminui a dor do parto.
como aliviar a dor do parto - Foto: pixabay.com
Consiste na aplicação de eletrodos percutâneos que emitem uma corrente elétrica com forma de onda tipicamente bifásica, simétrica ou assimétrica transmitida por um aparelho de corrente de baixa frequência, variando de 9Hz a 160Hz, não provoca nenhum tipo de ionização e tem como o objetivo excitar as fibras nervosas fazendo com que o organismo libere endorfina e assim inibindo o estimulo doloroso.

É recurso de simples aplicabilidade e de baixo custo, não apresenta nenhum tipo de complicação e prejuízo materno fetal além de não interferi no processo de parto, sendo contraindicado apenas para pacientes portadores de marcapasso.

Vamos aproveitar os recursos e a tecnologia disponível para tornar-se mais confiante e tranquilo o processo de parto e controle da dor.

Lembrando que esse recurso deve ser utilizado por profissional capacitado e com conhecimento em fisiologia gestacional e formação em eletrofototermoterapia.

Alessandra Sônego é fisioterapeuta e acupunturista da clínica Athali Fisioterapia Pélvica Funcional, atuante na área de reabilitação dos músculos do assoalho pélvico e obstetrícia. Especialista em acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa pela FACEI (2011).

publicidade
publicidade